Este espetáculo, que representa a última produção do GTCCPM, subiu ao palco do festival de teatro Mindelact do ano passado, mas, segundo o diretor do grupo, João Branco, a importância do texto original e o “atrevimento” na sua adaptação crioula, justificam a aposta na sua apresentação no março Mês do Teatro.

A apresentação está agendada para os dias 09 e 10 de março, no “Grande Auditório” do Centro Cultural do Mindelo, em que se pode ver ou rever essa crioulização de um dos “textos fundamentais” do século XX e que se sustenta num elenco com “grande experiência”, com dois galardoados com o Prémio de Mérito Teatral, como Fonseca Soares e Ducha Faria, coadjuvados por Patrícia Estevão, Fidélia Fonseca e Edson Fortes.

“No papel principal está Emerson Henriques, que se preparou durante praticamente três anos para este tremendo desafio de interpretação, não só do ponto de vista emocional, mas também físico e vocal”, afiançou João Branco.

Com uma “cenografia impressionista” da autoria de Sofia Silva, a encenação cria, segundo a mesma fonte, um ambiente sonoro e visual ao mesmo tempo “fantástico e assustador”, contando a história de um homem que acorda no corpo de um gigantesco inseto.

“Este espetáculo mais não é do que uma poderosa metáfora dos tempos modernos, que realça a beleza e a profundidade do texto original, a riqueza telúrica e sonora da língua cabo-verdiana”, classificou este responsável, para quem também realça o “talento inato” dos agentes teatrais nacionais e a criatividade plástica que tem sido “imagem de marca” desta geração do teatro crioulo, em geral, e do trabalho do GTCCPM, em particular.

A metamorfose é a mais célebre novela do escritor alemão Franz Kafka e uma das “mais importantes” de toda a história da literatura, um texto que coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante – o famoso Gregor Samsa – transformado em inseto monstruoso.

A adaptação crioula foi feita por Caplan Neves.

O Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo foi fundado a 18 de fevereiro de 1993, em São Vicente, e conta já no seu historial com 57 produções, encontrando-se prestes a estrear a sua 58ª produção cénica.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.