O livro reúne as crónicas publicadas no semanário Expresso das Ilhas, entre 2017 e 2018 e traz um comentário, segundo a autora avançara antes ao semanário, da deputada Filomena Martins, bem como um prefácio de Lígia Dias Fonseca, primeira-dama de Cabo Verde, e um posfácio do economista José Tomás Veiga.

“Elogio da Democracia” traz, assim, 40 crónicas, num livro de 176 páginas publicado pela Mudjer Edições, que quer ampliar a análise sobre a “liberdade de expressão, o exercício da cidadania e a importância de uma construção permanente de uma democracia pluralista assente nos valores da paz, dos direitos humanos, da justiça, da liberdade e da igualdade”.

Depois do lançamento no último mês de Maio na Biblioteca Nacional, na Cidade da Praia, segue-se agora, a apresentação, neste sábado pelas 11:00, no Centro Cultural do Mindelo, em São Vicente, com as leituras de Flávia Gusmão e de João Baptista.

Eurídice Furtado Monteiro é colunista do Expresso das Ilhas desde Janeiro de 2017, socio-politóloga e doutorada pela Universidade de Coimbra. Também é presidente eleita da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa (AILPcsh).

Para além de artigos científicos em revistas especializadas e em colectâneas, é autora dos livros “Mulheres, Democracia e Desafios Pós-coloniais: Uma Análise da Participação Política das Mulheres em Cabo Verde” (2009), “Entre os Senhores das Ilhas e as Descontentes: Identidade, Classe e Género na Estruturação do Campo Político em Cabo Verde” (2014 e 2015) e “A Ponte de Kayetona” (2016, romance).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.