“Rostus y Identidadi” mostra a identidade e as vivências dos povos do interior de Santiago, em várias perspectivas, através de fotografias do meio rural com gentes de Santa Catarina, Santa Cruz e São Lourenço dos Órgãos.

O fotógrafo, que fazia à Inforpress o balanço da exposição e venda que culminou esta tarde composta por 27 fotos em dimensões 120 * 90, congratulou-se com a “boa adesão” do público, que segundo ele, mostrou-se satisfeito com o trabalho em amostra, tendo deixado mensagens de “encorajamento” e que continue nesta caminhada.

Explicou, no entanto, que nesta fase a venda não é prioridade, mas que pretende divulgar os seus trabalhos, para que as pessoas possam conhece-los e para que as mesmas possam reconhecer a sua “qualidade” dos trabalhos expostos, considerando que a venda “vem depois, por acréscimo”.

Na ocasião, o também ativista cultural reiterou a sua intenção de “levar a identidade do interior de Santiago”, através desta coleção fotográfica no próximo ano, aos outros concelhos e ilhas do arquipélago.

A exposição, que culminou esta tarde, decorreu no âmbito das festividades de Santa Catarina, comemoradas no dia 25 de novembro.

Nilson Mendes “Kuny Mendes”, natural de Santa Cruz, residente atualmente em Assomada, estreou em 2016 com “Guentis di de Santa Katrina”, seguindo-se em 2017 com “Juntos pela primeira infância” e em 2018 traz “Rostús y Idêntidadi”.