Em entrevista à Inforpress, o curador da exposição, Wlodzimierz Szymaniak, contou que a exibição mostra a memória visual do vasto arquivo da Inforpress, considerando ser um passo importante para o despertar do interesse das pessoas no arquivo da agência.

“Espero que essa primeira exposição sirva para despertar o interesse para o arquivo da Inforpress que tem milhares de negativos fotográficos, podendo se preparar uma dúzia de exposições, com diversas temáticas, dedicadas ao desporto, à agricultura, à paisagem, politica, música e outros”, disse.

Apontou que as agências de notícias, além de disponibilizar conteúdos sobre a atualidade, também disponibilizam conteúdos antigos, manifestando que a Inforpress pode valorizar os seus arquivos, que muitas vezes têm interesse, quer para comunicação social, quer para historiadores e para a educação.

Explicou que os critérios usados nas escolhas das fotos foram focados principalmente na qualidade estética e artística, apesar de reconhecer que o trabalho da agência “é disponibilizar fotografias da atualidade, sem nenhuma pretensão estética”.

“Mesmo sendo fotos muito antigas, os fotógrafos conseguiram alguma qualidade estética e penso que devem ser felicitados por causa disso”, referiu.

Destacou ainda que muitas fotos chamam a atenção pelo facto de exporem lugares e pessoas que mudaram completamente com o passar dos anos, mas que acabam por ser reconhecidos aos mais atentos.

“A fotografia que abre a exposição mostra uma vista do bairro da Várzea, da qual podemos confrontar como as coisas mudaram. Penso que a força dessa exposição reside, por um lado, nas fotografias antigas, mas por outro lado, identificando os sítios e as pessoas, ao mesmo tempo do passado e do presente”, atestou.

A exposição “A magia das imagens – Um olhar retrospetivo para o Arquivo Fotográfico da Inforpress”, que acontece no Palácio da Cultura Ildo Lobo, está enquadrada nas comemorações do 30º aniversário da Agência Cabo-verdiana de Noticias – Inforpress.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.