Hugh Grant não fez por menos e roubou a "munição" mais letal aos seus críticos nas redes sociais.

Convicto que Boris Johnson fará uma saída sem acordo da União Europeia, nos últimos dias o ator entrou em força na campanha para as eleições legislaticas na Grã-Bretanha.

Indo de porta em porta com candidatos do "remain" tanto dos trabalhistas como dos liberais democratas, tem apelado ao voto tático para impedir a eleição de uma maioria conservadora que possa avançar com o Brexit.

Estas iniciativas mediáticas tornaram-no um alvo para as críticas nas redes sociais, pelo que decidiu antecipar-se e partilhar o seu momento público mais embaraçoso, o da famosa fotografia tirada na prisão após ser apanhado pela polícia de Los Angeles num carro a praticar sexo oral com a prostituta Divine Brown.

"Para os meus queridos 'trolls'. Espero que isto seja útil. Agora têm mais tempo para passar com a mamã", escreveu.

Hugh Grant tornara-se uma grande estrela internacional com "Quatro Casamentos e Um Funeral" e namorava com Elizabeth Hurley quando foi detido a 27 de junho de 1995, duas semanas antes da estreia de "Nove Meses", o seu primeiro filme para um grande estúdio de Hollywood.

Antes das redes sociais e da banalização dos escândalos "online", uma estrela de cinema apanhada com uma prostituta era um "beijo de morte" na carreira.

No entanto, o que aconteceu a seguir foi uma das mais extraordinárias operações de salvamento de relações públicas de todos os tempos.

Logo a 10 de julho, o ator arrancou com a sua "redenção" ao pedir perdão pelo erro no programa de Jay Leno.

A entrevista famosamente começou com "O que foi que te passou pela cabeça?" e Grant respondeu "Na vida, acho que sabemos o que devemos fazer e o que não devemos fazer. E eu fiz uma coisa que não se devia fazer. E aí está".

O ator fez uma "digressão de mea culpa" por vários locais e foi elogiado pela sua "refrescante honestidade" e por não recorrer a desculpas. Acabou por pagar 1180 dólares de multa e receber uma pena suspensa de dois anos.

A carreira sobreviveu praticamente sem mácula e, como mostrou com a partilha das imagens, não se tornou uma sombra de embaraço permanente na sua vida.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.