Durante duas semanas, cerca de 130 conferencistas, de Cabo Verde e do mundo, irão debater online a cultura e as indústrias criativas num contexto de pandemia.

O ciclo de conferências digitais Future Now arrancou nesta segunda-feira, 29, na plataforma Zoom e com transmissão no Instagram e no Facebook . O ciclo de debates está dividido em 27 painéis com duração total de 45 horas.

O painel de abertura contou com a abertura do ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, e o primeiro dia teve a participação de nomes como Mário Lúcio Sousa, Maria Miguel Estrela, Cláudia Sousa Leitão, José da Silva, Rainer Kern, que refletiram sobre as “Artes, Cultura e Inovação".

No segundo dia da programação constaram os painéis “O Espaço Público”, “Financiamento para a cultura – actores institucionais” e “Financiamento para a cultura – patrocínios, mecenato e investimento”.

Da programação da primeira semana, que vai até o dia 3 de julho, constam ainda vários outros painéis como “Turismo Cultural”, “Tradição e Património”, “Espaços Híbridos” “Indústria da Noite: onde a Arte encontra o Entretenimento, “Arte Educação” e “Arte Educação, Ensino Profissional e Ensino Formal”.

Já na segunda semana que encerra a 10 de julho surgem temas como: “Música: A Indústria”, “Música: Alternative stages”, “Música: Programar hoje”, “Música: Associações do sector”, “Cinema e Audiovisual: A Indústria”, “Cinema e Audiovisual: Pensar/Fazer Filmes no Contexto Covid-19”, “Literatura”, “Teatro”, “Dança”, “Artes Visuais e Plásticas, “Design”, “Artesanato”, “Arte Intervenção” e “Art-Ivismo” e Representação”.

O ciclo de conferências Future Now encerra no dia 10 de julho com uma mesa redonda e com a publicação de um manifesto final sobre o evento.

A equipa do Future Now é composta pela produtora cultural Samira Pereira, pelo o cineasta Pedro José-Marcellino, pelo diretor da cultura da CM da Praia, Ivan Santos, pela gestora de Saúde e consultora, Simoni Cruz, pela cônsul honorária de CV em Milão, Edna Lopes, pela tradutora-intérprete Anícia Brava Tavares,  pela tradutora-intérprete, Jussara Barbosa, pelo editor Audiovisual Reginaldo Cruz, e pela cineasta Jo Proulx.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.