É com “coração destroçado” que o artista que reside em Portugal, país que até este momento já registou 245 casos de infecção pelo coronavírus, anunciou na sua página no Instagram que vai adiar o seu concerto, com vista a respeitar as recomendações do Governo e da direcção-geral de Saúde em relação ao novo coronavírus.

“Infelizmente aquele que seria o meu primeiro grande concerto na minha ilha não se vai realizar na data anunciada anteriormente, pois fomos obrigados a alterar a data pelos motivos óbvios, mas teremos uma nova data brevemente”, disse o cantor, que pediu desculpas a todos os envolvidos, aos artistas convidados e à equipa de produção.

Para além da ilha do Sal, o artista pretendia apresentar o seu novo trabalho em todas as ilhas de Cabo Verde.

Este concerto contava com a participação dos artistas Djodje, Elji Beatzkilla, William Araújo, Jennifer Dias, Mika Mendes, Ricky Man, Tony Fika, Ceuzany, Jay Yo, NGS.

O artista aproveitou ainda para pedir as pessoas para que se protejam e que fiquem em casa a aguardar para que essa situação passe.

“Vamos esperar que isto passe para seguirmos as nossas vidas. Nós fazemos planos, sonhamos e lutamos para concretizar os sonhos, infelizmente antes de concretiza-los vamos ter de cair várias vezes. Já me viram cair várias vezes, mas também me viram levantar sempre mais forte”, escreveu o artista.

Em Cabo Verde não há, até ao momento, nenhum caso confirmado do novo coronavírus e como medida de prevenção o Governo decidiu proibir até 30 de Junho do corrente ano de todos “os eventos internacionais realizados em Cabo Verde que reúnam números elevados de participantes vindos de países com Covid-19”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.