Francisco Teles fez esta consideração na sua mensagem alusiva ao Dia Mundial da Língua Portuguesa, celebrado hoje pela primeira vez, depois de ser reconhecida em Novembro de 2019 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

No vídeo publicado na página oficial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Francisco Teles considerou que esse reconhecimento, 10 anos depois da institucionalização do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP, engrandece as comemorações permitindo um alcance mais amplo de públicos variados.

Desde essa altura e ao longo dos anos esta data tem sido celebrada de diferentes maneiras para “simbolizar e reafirmar” o compromisso estatutário da organização com a promoção e difusão da língua portuguesa e da diversidade cultural que caracteriza a comunidade.

“Esta data tem permitindo exaltar o papel da cultura e da língua portuguesa como instrumento identitário da comunidade pelos quais se promove a persecução de objectivos e a concepção político e diplomático entre comunidades membros e cooperação em todos os domínios, bem como a aproximação entre os povos”, afirmou.

Para celebrar ambas as efemérides, informou que a CPLP adoptou para 2020 o tema “a língua portuguesa no mundo, dimensões e perspectivas” com o intuito de promover espaço de diálogo em diferentes quadrantes e com diferente actores sobre as dimensões e as potencialidades da língua portuguesa no contexto global.

Com o estado de emergência que se vive em muitos países, incluindo estados membros da CPLP, por causa da covid-19, Francisco Teles fez referência a alguns termos que até então muito pouco utilizados na linguagem corrente.

“Teletrabalho, distanciamento social, isolamento, confinamento domiciliar, quarentena, casos positivos, e vítimas mortais, por exemplo passaram a fazer parte das nossas conversas diárias e lideram o catálogo das notícias dos principais meios de comunicação social internacionais”, elencou.

Segundo o secretário executivo da CPLP, esta crise levou a um forçoso abrandamento e em muitos casos total suspensão das agendas dos mais variados sectores quer em Portugal como o mundo

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.