A quinta edição, conforme o diretor-geral da DEventos, Aderson Soares, vai ser o último com o lema de proteção das tartarugas “Protegême k bô cor” (Protege-me com a tua cor, em português), mas mesmo assim, assegurou, promete “muita animação” nesta festa de cor em que a sensibilização foi transferida para a área do lazer, de um modo “mais descontraído”.

Agora, em 2019, vai-se reforçar o cunho ambiental com a distribuição, segundo a mesma fonte, de um “eco-copo”, um copo reutilizável, disponibilizado em seis cores e adquirido logo na compra dos bilhetes e que deverá ser usado durante toda a festa.

“Prometemos uma festa agradável, com detalhes mais aprimorados e onde as pessoas podem levar a sua energia sempre positiva para uma convivência sã, para que todos voltem para casa satisfeitos”, lançou Aderson, também conhecido como Detcha Soares, que espera entre 3.500 e 4.000 pessoas na festa de cor do Mindelo, marcado para este sábado, no local do antigo Interbase, no Porto Grande de São Vicente.

Este número, que deverá ser atingido com a participação, tanto de menores entre os 16 e os 17 anos, cujo horário de participação é estipulado entre às 16:00 e às 20:00, como por adultos, que podem aproveitar a festa até às 05:00 da madrugada, caso, ajuntou, “ não houver nenhum imprevisto”.

Quanto aos atractivos da festa, que está ser organizados pelo terceiro ano consecutivos em parceria com a empresa portuguesa XPTO, conta-se com “algumas novidades” como acrobacias com o cubo led, “novos efeitos” de pirotecnia, maior número de robots e “muitas surpresas”.

Esta animação é completada por DJ, que conforme a mesma fonte são a “essência” da festa,  entre os quais Dandy Lisbon, vindo de Portugal, o cabo-verdiano Hebraico, que também já mantém uma carreira  internacional, Benzi, de Santiago, e Romeu Lopes, da ilha do Sal, e que se juntam aos MC´s Nell C e Acondize, vindos também de Santiago

Já a nível local participam nomes como Fat Boy, Paulão, Dimitri, Vavá, Freddy e Alan.

Um “pacote de atractivos” que os mindelenses podem ter acesso mediante o pagamento do bilhete de acesso de mil escudos, no primeiro lote, mil e duzentos escudos, segundo lote e mil e quinhentos escudos no terceiro.

Para os menores mantém-se sempre, segundo Detcha Soares, o preço de mil escudos

Durante a CV Color Festival do Mindelo, também é possível acede  à  uma área VIP, que, ajuntou,   está sob organização da 010 Shisha Lounge, outra parceira do evento.

Quanto à segurança, conforme Detcha Soares, é garantida pela Polícia Nacional e pela empresa de segurança privada DBProtect, que também controlam entrada para os menores de idade, que devem estar munidos dos documentos de identificação, tanto na compra do bilhete e na entrada para o recinto.

Após este ciclo de cinco, a festa de cor deverá iniciar, junto ao público adulto, uma nova temática de sensibilização voltada, segundo a mesma fonte, para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e eliminação do uso do plástico.

A seguir a São Vicente, a CV Color Festival viaja ainda para Santiago, Sal e São Nicolau, depois de nos último sábado ter estado na Boa Vista, e com previsão, no próximo dia 04, em Santo Antão.

A mobilidade do festival, contudo, segundo o responsável, tem tido nos transportes um dos seus “maiores constrangimentos”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.