De portas fechadas desde do dia 17 de março e com todas as atividades suspensas ao público, devido à pandemia do novo coronavírus que causou a morte de 345 pessoas e registou-se 12.442 casos confirmados em Portugal, o CCCV decidiu agora, de forma virtual, levar a cabo uma diversidade de atividades culturais.

“O Centro Cultural de Cabo Verde, tendo presente o quanto é complicado gerir o dia-a-dia em tempos de isolamento social, preparou uma pequena programação cultural dirigida a crianças, para ser vivida em família, uma vez que os nossos familiares e o nosso lar são as bases do nosso equilíbrio e bem-estar emocional”, lê-se na sua página nas redes sociais.

Pensando na comunidade cabo-verdiana residente em Portugal, e em todos os apreciadores da cultura cabo-verdiana, refere, o CCCV teve o cuidado de colaborar com várias personalidades da cultura cabo-verdiana e editoras, com o intuito de levar a todos actividades que vão desde as tradições culturais de Cabo Verde e de outros países da África lusófona, passando por workshops de arte, dança, de crioulo, entre outras atividades.

O objectivo, segundo a mesma nota, é contribuir para o “bem-estar” físico, mental e familiar de todos, dando “a conhecer o melhor de Cabo Verde” sem sair da sua casa.

“Aconchegue as suas crianças com as estórias tradicionais e de autor, ao som da doce voz dos nossos leitores convidados, movimente-se com um pezinho de dança, aventure-se na pintura com a mestria dos nossos artistas plásticos e estimule a curiosidade nas crianças sobre a língua cabo-verdiana através de vídeos e ensino de alguns instrumentos tradicionais cabo-verdianos”, sugere.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.