De acordo com a programação, divulgada na página do Centrum Sete Sóis Sete Luas de Cabo Verde na internet, as exposições iniciam no dia 18 e ficam patentes até 20 de Junho.

O centro de São Filipe, na ilha do Fogo, é o primeiro a receber a exposição intitulada “Imprevedibili emozioni” do artista italiano Mário Madiai, seguido da Brava com a exposição “Regards” de Abdelkarim Elazhar, definido pelas suas formas como o “Picasso de Marrocos”.

A ilha do Maio também recebe uma exposição, no dia 21, desta feita sobre o tema “Desde Alameda de Cervera Pinturas y Esculturas” de Alfredo Martínez Pérez.

Já no dia 23, chega a vez da ilha de Santiago, mais precisamente o concelho de Ribeira Grande, receber a exposição “Histórias de Mulheres” do artista Hamadi Ananou e, no dia 27, o concelho do Tarrafal acolhe a exposição sobre os “20 anos de diálogo intercultural – Festival Sete Sóis Sete Luas”.

Todas as inaugurações serão acompanhadas por concertos das bandas Sete Sóis Sete Luas locais e por um laboratório de fotografias do fotografo espanhol Hamadi Ananou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.