Nilson Santos, que falava num encontro com os artesãos locais, adiantou que as obras, financiadas pelo Ministério da Cultura em quase dois mil contos, encontra-se em fase de lançamento do concurso para a escolha do empreiteiro, estando prevista a sua conclusão por ocasião das festas de São João, em junho.

A câmara do Porto Novo aproveitou o encontro com os artesãos para recolher “subsídios” para o plano de atividades do centro de artes e ofícios, espaço que se dedicará, sobretudo, à formação dos artesãos e produção de artesanato.

A criação de um cadastro dos artesãos, de uma oficina de produção de artesanato, a partir de reciclagem do lixo, e de uma cooperativa para a comercialização do artesanato são outros projetos na forja no município do Porto Novo.