Numa iniciativa entre a Universidade de Cabo Verde (UNICV) e a Curadoria da Biblioteca Nacional, esta exposição que decorre até o dia 25, segundo o curador do projecto e docente na Uni-CV, Lourenço Gomes, é um momento para o público aprender a se interagir com obras que representam a estética e as correntes estéticas de todos os tempos.

“É uma oportunidade para uma interacção com o acto de apreciar uma obra de arte, começando pela história de arte que é um campo de estudo que permite um conhecimento abrangente sobre as artes e a história das artes na sua totalidade”, disse.

Conforme explicou, a história da arte estuda as produções artistas em toda as épocas, em todos os tempos e em todos os lugares, logo tendo um conhecimento nesta perspectiva, é possível “abrir horizonte a observação e a apreciação das obras”, levando às pessoas a conviver com a arte, a desenvolver a sua sensibilidade e a ter um posicionamento sobre ela.

No que toca à parte da Educação Estética, o professor Elter Carlos afirmou que ela é “muito mais abrangente” do que a arte e que por isso é preciso dar uma atenção especial a essa área porque “muito mais” que produzir uma obra de arte é “necessário ter uma formação sobre o gosto, a sensibilidade e o sentimento estético”.

“O contacto com a obra de arte, principalmente com outras dimensões da vida, faz com que o indivíduo torne mais sensível, mais equilibrado e mais harmonioso na sua própria interioridade” sublinhou.

Numa ronda pela exposição, é possível constatar obras bibliográficas ligadas a pintura de autores como Leonardo da Vinci, Miguel Ângelo, Raphael, El Grego, Vender, Velásquez, Rembrandt, entre outros e ainda dois campos que retratam a escultura e a história da arquitectura.

Está patente ainda, obras de diferentes correntes estéticas que se afirmaram no mundo desde a corrente estética pré-histórica, as correntes estéticas clássicas, gregas e romanas, correntes estéticas mediáveis (romana e gótico) e a corrente estética moderna (renascimento).

Paralelamente à exposição, acontece no dia 22 na Biblioteca Nacional conferências sobre “A arte e a história da arte como campos de estudo e investigação” proferida pelo professor Lourenço Gomes e “A Estética na Literatura” pela curadora da Biblioteca, Maria de Fátima Fernandes.

No dia 23, a conferência decorre na Universidade de Cabo Verde, subordinada aos temas “A importância da Educação Estética no século XXI- Um olhar a partir do contexto formativo cabo-verdiano”, tendo como orador o professor Elter Carlos e “Valores Estéticos” pelo professor Carlos Bellino Sacadura.