“A nossa orientação é para o cancelamento das actividades relacionadas com a festa, pelo menos nos moldes que vem sendo realizada, porque nestas condições não é adequada”, avançou hoje o director do hospital regional São Francisco de Assis e da região Sanitária Fogo/Brava, Evandro Monteiro.

Este que participou conjuntamente com outros responsáveis locais no encontro promovido na última sexta-feira pela Câmara Municipal de São Filipe indicou que foi esta a opinião e orientação técnica transmitida às autoridades municipais, tendo em conta aquilo que está previsto no plano de contingência, mas caberá à câmara tomar e comunicar a decisão oficial sobre o cancelamento ou não.

Para o mesmo, tudo indica que as actividades relacionadas com a festa vão ser canceladas para evitar grande aglomerado de pessoas e riscos de contágios que podem criar problemas e afectar a saúde de todos.

Questionado se tal medida deve abranger a parte tradicional da festa da Bandeira, Evandro Monteiro referiu que a realização, por exemplo, de pilão nas instalações da Casa das Bandeiras à semelhança dos anos anteriores é desaconselhável, podendo o mesmo ser realizado num espaço aberto como do Presidio, mas com número muito inferior de participantes de modo a evitar o risco.

O médico indicou que a comunidade dispõe de informações e orientações de como proceder e devem segui-las de forma criteriosa e escrupulosamente de forma voluntária, evitando aglomerados de pessoas.

O mesmo apelou à população a seguir as orientações dos técnicos e das estruturas de saúde, a não ter medo, pese embora perante o desconhecido ninguém está preparado, evitar resistência e ter bom senso para juntos ultrapassar estas dificuldades.

Em caso do incumprimento das orientações de forma voluntária as autoridades municipais e a própria Polícia Nacional estarão atentas e poderão actuar porque o plano de contingência é nacional e não deve haver resistência.

No entanto, a Câmara Municipal de São Filipe que, na sequência do encontro de sexta-feira passada com as autoridades sanitárias para auscultação visando a adopção de medidas concretas, agendou uma sessão ordinária para segunda-feira, mas não há informação sobre a sua realização ou não.

Apesar de vários contactos com o presidente da câmara de São Filipe, Jorge Nogueira, ainda não foi possível obter quaisquer informações sobre a realização da reunião e nem das prováveis medidas a serem tomadas em relação ao possível cancelamento das festividades da Bandeira de São Filipe e do dia do Município.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.