De acordo com uma nota da ACV, a mesa redonda realiza-se no âmbito do Ciclo de Conferências promovido pela referida instituição e terá como oradores, os fundadores da “Casa de Cabo Verde”, Lucas da Cruz e Manuel Chantre.

A sessão será aberta e encerrada pelo presidente da Direcção da ACV, Filipe Nascimento, e moderada pelo Vice-Presidente José Luís Hopffer Almada.

A Associação Cabo-Verdiana de Lisboa é uma Instituição de utilidade pública e tem o reconhecimento do ex-Presidente da República de Portugal, Jorge Sampaio. E também é reconhecida pelo Alto Comissariado para as Migrações e congrega o título de Casa da Cultura atribuído pelo ex-ministro da Cultura, Mário Lúcio.

A ACV é considerada uma das mais relevantes organizações de representação e promoção social e cultural de Cabo Verde na diáspora, reconhecida pelo seu trabalho em prol da emigração Cabo-Verdiana e de outras comunidades da CPLP.

O espaço da Associação Cabo-verdiana, na Duque de Palmela, é o mesmo onde em 1969 um grupo de cabo-verdianos criava a primeira associação do género em Portugal, e que pós 25 de Abril se desmantelou por vicissitudes do período revolucionário então em curso.