Trata-se de uma exposição internacional itinerante de pequeno formato intitulada “Sancho el Quijote & Quijote el Sancho” e apresenta obras de mais de 50 artistas internacionais que já participaram nas actividades dos Centrum SSSL.

Cada artista participa com uma obra inspirada nos temas do livro “Dom Quixote y Sancho Panza: a loucura idealista, a utopia, as suas aventuras errantes, as paisagens ‘cervantinas’ e tudo o que se pode relacionar com o famoso romance de Miguel de Cervantes”, conforme se lê na carta/convite enviada aos artistas.

Esta exposição será inaugurada no dia 30 de março de 2019 no Museu Municipal de Alcázar de San Juan (Castilla – La Mancha, Espanha), por ocasião do XVIII Encontro das Cidades do Festival SSSL com a participação dos representantes das instituições das 30 cidades onde se realiza o Festival (Brasil, Cabo Verde, Croácia, França, Eslovénia, Espanha, Itália, Marrocos, Portugal e Tunísia).

De acordo com a organização “Alcázar de San Juan é uma cidade ‘cervantina’ por excelência, porque se pensa que lá nasceu o grande Miguel de Cervantes”.

Em declarações à Inforpress, via Skype a partir da Eslovénia onde reside, Eduardo Bentub disse que outros artistas plásticos cabo-verdianos foram convidados, nomeadamente, Tchalé Figueira, Nitú Alves e Barreto embora não saiba se enviaram ou não os seus trabalhos.

“É uma exposição importante já que passa nas 30 cidades que recebem o festival SSSL”, disse Eduardo Bentub, adiantando que depois de 30 de Março a exposição estará patente até 2021.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.