José Manuel Pinto Teixeira fez esta consideração à imprensa antes de presidir à apresentação da edição fac-similada deste livro, organizada por Wlodzimierz Szymaniak e José Silva Évora, que teve lugar hoje na Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, na Cidade da Praia.

Apesar de o livro de Christiano José de Sena Barcellos ter sido publicado há mais de 127, José Manuel Pinto Teixeira assegurou que ela ainda é bem actual e vai contribuir ainda muito para os cabo-verdianos que se interessam pelo mar.

“Cabo Verde é muito mais mar do que terra, portanto, seguindo o exemplo deste meu antepassado Christiano, que, aliás não foi só ele que foi um ilustre oficial da marinha, foi também o irmão dele que foi médico da marinha, é para os jovens verem que Cabo Verde tem uma longa tradição de séculos virados para o mar”, frisou.

No mar, sublinhou, há muitas oportunidades pelo que os jovens cabo-verdianos devem inspirar-se nesses exemplos para buscarem no oceano uma “vida importante” para eles, para o seu País e para os seus familiares.

Além desta obra ser uma “bússola para os homens do mar”, como defendem os organizadores, José Manuel Pinto Teixeira diz que ela é mais do que isso porque, enquanto a bússola dá orientação num plano, este livro dá também orientações em termos verticais e de profundidade, batimetrias, rochedos, sinalização marítima de bóia e de faróis.

“Ainda hoje os navegadores aqui em Cabo Verde podem utilizar este livro com total segurança e em todas as ilhas, pois ela aqui também foi pioneira porque até à data deste livro algumas ilhas estavam parcialmente cobertas em termos do seu levantamento costeiro e este livro cobre todas as ilhas com todo o detalhe”, salientou.

Segundo Wlodzimierz Szymaniak, decorridos 127 anos após a publicação do “Roteiro do Archipélago de Cabo Verde” esta obra de leitura “muito apreciável” é o “melhor” que existe sobre o mar de Cabo Verde porque é um guia náutico do arquipélago.

Ainda, sublinhou, é um livro interessante para marinheiros, navegadores, pescadores, surfistas e todas às pessoas que vivem ou trabalham com o mar.

A reedição desta a obra contou com a parceria da Livraria Pedro Cardoso.

Christiano José de Sena Barcellos nasceu a 27 de Agosto de 1853, em Nova Sintra, na ilha Brava, e morreu a 24 de Agosto de 1915 em Portugal, aos 61 anos.

Dedicou a vida à navegação e aos estudos nas áreas de geografia, direito, economia e história.

Foi oficial da marinha durante quase trinta anos. No fim da carreira, desempenhou funções de Capitão dos Portos de Cabo Verde e de Adido à Direcção Geral da Marinha.

O Roteiro, publicado em 1892, foi o seu primeiro livro. Escreveu ainda “subsídios para a história de Cabo Verde e Guiné (1892-1913), de sete volumes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.