Segundo a presidente do grupo, Maria Mélia Monteiro, num ano em que Cabo Verde comemora o seu quadragésimo aniversário da independência nacional, torna-se importante mostrar o envolvimento deste país com o arquipélago.

“A China é um país que ajudou muito Cabo Verde depois da independência, daí que achamos importante envolver este país connosco, porque está sempre disponível a ajudar em qualquer aspecto”, frisou.

De acordo com Mélia Monteiro, os preparativos estão a desenrolar-se normalmente, apesar de pouco apoio que têm recebido até agora, apenas do Ministério da Cultura, no valor de 100 mil escudos, manifestando-se contudo esperançosa em conseguir o financiamento prometido pela autarquia praiense.

“Já começamos os preparativos mas estamos à espeça do apoio principal, da Câmara Municipal da Praia, que este ano está mais atrasada em relação aos anos anteriores, mas acreditamos que vão nos ajudar, porque garantiram isso num primeiro encontro que tivemos”, indicou.

O grupo Vindos do Mar informou, por outro lado, que até ao momento está a trabalhar com o pouco que tem conseguido arrecadar e que por falta de materiais as coisas vão andando mais devagar do que o desejado.

Entretanto, tencionam trazer à rua no Carnaval de 2015, um total de 350 figurantes que irão abrilhantar a festa ao ritmo das canções do músico e compositor Manuel de Candinho.

Os ensaios do grupo, que participa no carnaval desde 2008, antes com o nome “Sem Vergonha”, já começaram e terão lugar todas às quartas, quintas, sábado e domingo, no ginásio da Escola Secundária local.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.