Esta informação foi dada à Inforpress pela vereadora responsável pela área da cultura, Edna Andrade, adiantando que já realizaram um primeiro encontro com a direcção dos grupos, para se informarem de como estão a decorrer os preparativos e informar-lhes os montantes a serem atribuídos a cada um dos grupos.

Pois, informou que na ilha os custos da organização e preparativos são suportados pela autarquia.

Entretanto, avançou que a equipa camarária já solicitou algum apoio ao Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e pretendem solicitar apoios às casas comerciais na ilha.

Segundo a mesma, esta época atrai pessoas de todas as localidades da Brava e há sempre um aumento no fluxo comercial.

Questionada sobre o orçamento para estas actividades, Edna Andrade avançou que ronda os 500 contos e deste montante são atribuídos a cada grupo oficial 40 mil escudos para os preparativos iniciais e depois é a câmara que suporta também os custos dos prémios e outras nomeações.

Além do compromisso com os grupos oficiais, informou que atribuem prémios aos grupos surpresas e apoiam um grupo de jovens que organizam um trio eléctrico na noite do Carnaval.

Sobre o Carnaval na escola e nos jardins infantis ela adiantou que há alguns anos havia grupos de escolas a competirem como grupos oficiais, mas já há alguns anos que decidiram não apoiar esta iniciativa.

Pela ronda feita, a informação que a Inforpress possui é que tanto as escolas como os jardins-de-infância da ilha vão brincar o Entrudo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.