O plano foi hoje divulgado pelo responsável operacional do comando de São Vicente da PN, Orlando Évora, e garante ainda a segurança dos residentes e das pessoas e entidades de visita à ilha.

 

Orlando Évora anunciou "tolerância zero" para a venda de bebidas alcoólicas ao longo do percurso dos desfiles, através da venda ambulante.

A PN promete ainda "atenção especial" aos bairros periféricos da cidade do Mindelo, devido à deslocação do público e a possibilidade de estimular uma onda de assaltos no caminho dos desfiles.

As ruas da baixa do Mindelo começam esta sexta-feira, 28, a receber uma animação de grupos 53, durante quatro dias. Uma espécie de "aquecimento" para a terça-feira de Carnaval.

Esta sexta-feira, 28, a programação indica o desfile de 14 grupos de escolas do Ensino Básico Integrado (EBI) e jardins-de-infância, das 09:00 às 19:30, ficando a noite reservada ao grupo de adultos Mindel Fantasy.

No sábado, 01 de Março, a previsão do número de grupos de animação a desfilar é de 11, entre as 10:00 e as 17:00 horas.

Domingo, 02 de Março, é o dia de grande animação carnavalesca, com o desfile de 21 grupos, das 15:00 as 17:00, entre eles: mandigas, grupos de crianças organizados e um trio eléctrico.

Para segunda-feira, a maior atracção é o cortejo da escola de Samba Tropical, uma das mais afamadas de Cabo Verde, com a particularidade de desfilar sempre à noite, juntando residentes e emigrantes que se deslocam à terra-mãe para brincar o Carnaval.

A tarde do dia de segunda-feira é reservada e ao desfile de algumas escolas secundarias da ilha, entre elas "José Augusto Pinto", do liceu Ludgero Lima, "Jorge Barbosa" e escola académica.

Na terça-feira do Carnaval, este ano são esperados cinco grupos oficiais, com os Flores do Mindelo a abrir o desfile, seguido do tricampeão Cruzeiros do Norte, Vindos do Oriente, Monte Sossego, e Sonhos sem Limite, que fecha o cortejo às 16:00 horas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.