Em entrevista à Inforpress, o presidente do grupo, Alíbio Brito, disse que à semelhança dos outros anos, o grupo preparou uma “recepção calorosa” intitulada “Folia na Stancha” que parte desde o aeroporto até o Terreiro.

Conforme explicou, o rei, Fidel Conceição é natural de São Nicolau, vive na Holanda e a rainha de bateria, Nadine Almada, natural de São Vicente, vive nos Estados Unidos, chegaram ontem a São Nicolau.

Segundo a mesma fonte, a rainha de bateria teve a oportunidade de participar no Carnaval de São Nicolau em 2018 e como tem muitos amigos da ilha requereu ao grupo o pedido que foi bem aceite.

Já a rainha do grupo é residente em Ribeira Brava e chama-se Marli Soares.

Instado a falar sobre os preparativos do Carnaval de São Nicolau 2020, Alibio Brito disse que o grupo tem como objetivo retratar temas sociais, e recordou que no ano passado o tema foi “violência doméstica”.

Este ano, adiantou, o tema é “Mar e Universo” que tem como objetivo sensibilizar para as questões ambientas, tais como, a poluição causada pelo lixo nos oceanos, mares e praias.

Adiantou ainda que o grupo tem duzentos foliões divididos por cinco alas, dois carros alegóricos. A música foi composta por Hernani Reis e Valério Soares, de acordo com o tema de enredo.

Devido a um atraso com a chegada da banda da ilha do Sal que suporta o grupo de Carnaval, os ensaios terão início este sábado.

Estrela Azul, considerado o segundo grupo oficial do Carnaval de São Nicolau, completou a 01 de fevereiro 55 anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.