A informação foi avançada à Inforpress pelo vereador do pelouro de Educação, Formação Profissional e Juventude, da Câmara Municipal de São Lourenço, Valdano Furtado.

Segundo o vereador, cada um dos grupos comunitários, Rasgata Valor, de João Teves, Arcos Íris, de Levada, Órgãos no Coração de João Teves e Lage, foi subsidiado com o montante de 80 mil escudos e escola secundária Luciano Garcia e a escola básica de São Jorge receberam 40 mil escudos.

Adiantou que parte do montante, 200 mil escudos, foi disponibilizada pelo Ministério de Cultura e das Indústria Criativas e a outra metade pela Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos.

Segundo a mesma fonte, o Carnaval será sempre celebrada neste município, desde que os grupos estejam organizados e tenham vontade, daí o esforço da câmara, apontou, em “garantir” os subsídios de incentivo, que este ano aumentaram.

Acrescentou que a ideia é “melhorar”a cada ano e fazer do Carnaval municipal um “produto turístico”, que complementa a tradicional festa das cinzas, que é “fortemente comemorada” no concelho, atraindo sempre “milhares de pessoas”, sobretudo na localidade de Pico António.

Valdano Furtado concretizou que a autarquia  pretende imprimir “uma dinâmica mais competitiva” para os próximos anos, através de concurso, visto que os grupos vêm ganhando “alguma experiência organizativa”, que requer “um outro tipo” de reconhecimento e destaque.

Os grupos já começaram os preparativos e prometem levar muita folia pelas ruas de João Teves até ao Mercado, no dia 05 de março.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.