Um dos cinco grupos do Carnaval da Praia, Sambajo diz estar a correr contra o tempo para poder “brilhar” na avenida Cidade de Lisboa. No meio de muitos constrangimentos, os ensaios do grupo arrancaram nesta quarta-feira, 06, na zona do Palmarejo.

“A Câmara Municipal da Praia disponibilizou um terreno baldio para podermos realizar os ensaios. Colocaram erva sintética e vedação, mas o espaço não tem casa de banho e nem eletricidade”, diz o responsável do grupo João Elias Teixeira.

À semelhança dos restantes grupos oficiais, o Sambajo já recebeu a primeira tranche da verba disponibilizada pela CMP. O presidente do grupo de Palmarejo revela ao SAPO que a quantia foi gasta em um dia. “Usamos os 300 mil escudos para pagar uma encomenda que tínhamos feito numa loja chinesa. Agora estamos a fechar as contas para poder receber a outra parte do montante da edilidade praiense”.

No que diz respeito ao carro alegórico, a mesma fonte revela que tiveram que recorrer a um artista plástico da ilha de São Vicente para esculpir algumas peças. “Na capital do país estavam a pedir um preço absurdo e para reduzir os custos tivemos que recorrer a outra ilha”.

O Sambajo vai levar 1 carro alegórico e uma réplica para a Avenida Cidade de Lisboa. “A Enapor vai nos disponibilizar apenas um atrelado e ainda não sabemos o dia da entrega do mesmo”, diz indignado.

“Uma viagem ao Brasil” é o enredo do grupo de Palmarejo que vai ser retratado em 8 alas compostas e 2 de animação. “Vamos ter uma ala de futebol e outra de capoeira. Pretendemos levar cerca de 450 figurantes para a avenida”.

A música do grupo intitula-se “Ora doci ora margos” e retrata a cultura brasileira. A letra é da autoria do presidente do grupo e a melodia é do cantor mindelense Constantino Cardoso.

No que tange aos patrocínios, João Elias Teixeira “Jo” diz que apenas a CMP tem apoiado os grupos e apela às empresas a apostar no Carnaval da Praia.

O grupo que foi fundado em 2012 na zona do Palmarejo promete um desfile com muito brilho, animação e coreografia. “Vamos dar o nosso melhor”.