“Podemos dar como garantido que em 2021 teremos um Carnaval com desfiles a iniciar muito mais tarde, depois das 18:00”, declarou Marco Bento à Inforpress, no Rio de Janeiro.

O responsável integra a caravana dos grupos de Carnaval de São Vicente na sua terceira digressão consecutiva ao Rio de Janeiro, numa parceria do sambista e compositor brasileiro Dudu Nobre com a câmara de São Vicente.

Contudo, Bento não exclui “de todo” a hipótese de a mudança ocorrer já no desfile oficial de 2020, o que depende, segundo avançou, das condições que terão de ser criadas e que passam por ter “uma iluminação própria” em todo o percurso do desfile, no Mindelo.

“Se concretizarmos o investimento para esse fim, poderemos avançar já no próximo Carnaval”, reforçou, seguro, como disse, de que um desfile à noite vai trazer “mais brilho”, com a luz e os seus efeitos, e projectar as cores quer dos carros dos alegóricos, quer dos trajes.

Sobre mais esta digressão ao Rio de Janeiro, cuja comitiva mindelense é composta por elementos dos seis grupos oficiais – Cruzeiros do Norte, Monte Sossego, Estrela do Mar, Flores do Mindelo, Vindos do Oriente e Samba Tropical – e chefiada pelo edil Augusto Neves, o presidente da LIGOC-SV considerou que o Carnaval de São Vicente tem “ganhado e muito” com este intercâmbio, basta ver, concretizou, o nível do desfile neste momento.

“É um balanço positivo, pois o que estamos a apresentar no Carnaval actualmente não é o que foi apresentado há cinco anos atrás, ou seja, esse intercâmbio dos últimos três anos tem tido um efeito muito positivo, sobretudo, na forma como temos estado a apresentado o produto”, concretizou.

No primeiro dia dos 11 em que a comitiva mindelense vai estar no Rio de Janeiro, o destaque foi a participação, na noite de segunda-feira, 02, Dia Mundial do Samba, no lançamento do CD Sambas Enredo do Carnaval de 2020, iniciativa da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro.

Numa festa que reuniu para cima de dois mil convidados, na quadra da Escola de Samba Académicos do Salgueiro, os 13 grupos que vão desfilar no dia 25 de Fevereiro de 2020 no Carnaval do Rio de Janeiro apresentaram sambas e enredos que vão levar para o Sapucaí, o sambódromo brasileiro tido como palco da maior actividade cultural de rua do mundo.

Nos próximos dias, no cumprimento do programa de visita ao Rio de Janeiro, os responsáveis dos grupos carnavalescos de São Vicente deverão visitar uma fábrica de acetado, material muito usado no Brasil para confecção de andores e trajes, e ainda diversos armazéns de produção e venda de materiais do Carnaval.

Visitas, na Cidade do Samba, às agremiações Unidos da Tijuca e Vila Isabel são, de entre outros, pontos da agenda da visita de11 dias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.