‘Escrave’ (Escravo) recebeu o primeiro lugar dos grupos espontâneos que se apresentaram na terça-feira antes do desfile oficial. Teve direito a um troféu e um prémio monetário de 40 mil escudos.

No 2° lugar ficou o “Enterro de Morna’  da Agência nôs Morna’ , de Madeiralzinho, que ganhou 30 mil escudos e um troféu, no 3º ‘Dance Doll’ da zona de Bela Vista que foi premiado com 20 mil escudos e um troféu e no 4° lugar o ‘Grupo de Velhos’ que recebeu 10 mil escudos e também um troféu.

Par além de premiar os grupos, o CNAD também distinguiu performances individuais, categoria que foi arrebatada pelo ‘Chefe de Palco-eterno saudades Jorge Neto’ (Chefe de Palco-eternas saudades Jorge Neto’). Além do troféu, o vendedor levou um cheque de 20 mil escudos.

O 2° lugar foi para a performance “ Parabéns Cape Verde 100% de nôs aga ê Morna” (Parabéns Cabo Verde 100% da nossa água é a Morna), que foi galardoado com um troféu e 15 mil escudos e o 3º lugar foi atribuído ao Homem que carrega tambor- ‘mim jam oiá d’minha, agora ê d’bossa’ (‘eu já vi a minha, agora é tua) que recebeu uma quantia de 10 mil escudos para além de um troféu.

Segundo o MCIC, ‘Kakoy’ é um prémio anual que visa “estimular o Carnaval espontâneo, que em tempos foi considerado o elemento diferenciador do Carnaval Mindelense”, sobretudo, pela “capacidade criativa e originalidade das pessoas”, que no dia do Carnaval se metamorfoseiam e “criam objectos e peças dignos de admiração”. Esta será a 5ª edição do prémio Kakoy.

A proposta de atribuição do nome Kakoy a este prémio tem por objectivo homenagear esta figura singular do Carnaval Mindelense que faz parte da memória comum dos sanvicentinos. Esta foi a 5ª edição do prémio Kakoy.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.