Segundo Fernando Fonseca, que disse ter convocado à imprensa hoje para falar dos planos desta nova direcção e das perspectivas futuras, o “Estrela do Mar” tem a partir de agora uma “projecto bastante ambicioso” para o Carnaval de São Vicente e que vai “agradar” à sociedade sanvicentina, sócios, figurantes e todos que rodeiam o grupo.

“Temos um grupo coeso, unido, sólido, dinâmico e com capacidade para mostrar um grande Carnaval”, disse, com a convicção de que a agremiação pode “dar mais” que no ano passado, que marcou o regresso do grupo após sete anos.

No projecto, segundo a mesma fonte, tem várias ideias para representar a ilha em termos sociais e culturais entre as quais, ajudar pessoas com necessidade, defender o ambiente, promover a saúde entre outros pormenores.

Sendo assim, tem a expectativa de, no próximo ano, ser um dos grupos “mais representados”, com mais foliões e ainda apresentar um enredo ainda “mais competitivo”, mas que não querem revelar por agora.

Questionado sobre a possibilidade de desceram para a segunda divisão no Carnaval de 2020, Fernando Fonseca disse que ainda não se encontraram com a Liga dos Grupos Oficiais do Carnaval de São Vicente (LIGOC-SV) e por isso ainda não sabem posicionar.

A nova direcção assume um mandato de três anos, substituindo a equipa liderada por Papi Tavares, um dos rostos do regresso do grupo após sete anos de ausência do Carnaval de São Vicente.

As razões para uma eleição em tão pouco tempo são essencialmente, conforme Fernando Fonseca, por terem antes um presidente que não reside no país e que estava na expectativa de regressar a Cabo Verde, mas que ainda não se concretizou.

“Para o ano vamos dar tudo por tudo, pela organização que temos e pelos parceiros que estamos à procura, acho que vamos atingir um nível que satisfaz a nós e à sociedade sanvicentina”, assegurou este responsável, adiantando que no próximo mês pretendem realizar dois eventos, um de angariação de fundo e outro de aproximação de pessoas para o grupo.

A nova equipa, que foi eleita no dia 03 de Setembro, é composta ainda pelo vice-presidente, Carlos Delgado, secretária, Etelvina Teque, tesoureiro, Elísio Lacerda e director artístico, Bitú Alves, um dos antigos carnavalesco mindelense.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.