A morte de Nhô Doi, de doença prolongada, na noite de domingo, 06, no Hospital Baptista de Sousa, entristeceu a comunidade cultural mindelense, sobretudo a ligada às lides do Carnaval, pois trata-se de uma figura que aos 14 anos já se inseria no mundo do Entrudo, primeiro no grupo Vindos do Céu e mais tarde no “seu” grupo Vindos do Oriente, de que foi presidente da direcção.

Para a actual presidente da direcção do grupo Vindos do Oriente, Lili d’Chala, Nhô Doi é “a figura” característica e “presidente natural” do grupo e que, inclusive, foi homenageado há seis anos, quando o “Vindos do Oriente” regressou aos desfiles, após alguns anos de ausência.

Tido como “um faz tudo no Carnaval”, segundo a mesma fonte, Nhô Doi foi o exemplo da entrega e paixão ao trabalho nos estaleiros, “uma fonte de inspiração”.

Nô Doi ausentou-se por alguns anos do Carnaval do Mindelo, e no período em que viveu na cidade da Praia ali fundou o grupo Estrelas da Marinha.

O funeral de Nhô Doi ocorre hoje às 15:30, com partida da sua residência em Cruz João Évora.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.