Um pouco por todos os bairros da Cidade da Praia, a Inforpress constatou que já se nota nos estaleiros dos grupos Estrela da Marinha, Inter Vila, Vindos d´África, Vindos do Mar, Sambajo e Bloco Afro Abel Djassi, andores na fase final da confecção, muita batucada e muita dança e samba no pé durante os ensaios.

Faltando apenas cinco dias para o desfile oficial na Avenida Cidade de Lisboa, que foi adaptada para permitir que os grupos desfilassem com mais facilidade, os grupos estão agora na fase de “agilizar” os passos para ter “tudo afinado” para a tarde de terça-feira de Carnaval.

No sorteiro realizado entre os grupos, Sambajo, que retrata o tema “Maravilhas do Universo”, é o primeiro a desfilar, seguido de Estrela Marinho, como o tema “Roma Antiga”, e depois o grupo Vindos do Mar, dá a conhecer ao público o tema “Pão e Fonema”.

O quarto grupo a entrar na avenida é Vindos de África, que leva para o desfile o tema “Mãe África”, Inter Vila é o quinto grupo e irá debruçar-se sobre os seus 30 anos de existência, e, por último, o Bloco Afro Abel Djassi fecha o desfile com a “História de Cabo Verde no mundo”.

António Dias, presidente do Estrela da Marinha, disse hoje à Inforpress que, apesar de o grupo ter tido alguns atrasos, sobretudo com a música, agora os 250 figurantes já estão a ensaiar no ritmo, para que no dia 13 estejam em sintonia no desfile.

Neste momento, informou, os andores estão na fase final da confecção, faltando apenas a colocação das peças individuais e pintura.

António Dias louva a iniciativa da Câmara Municipal da Praia em adaptar a avenida e de colocar bancada nos dois lados, e, com isso, acredita que “vai dar mais qualidade” ao Carnaval na Cidade da Praia.

“Louvamos essa iniciativa, porque era uma reivindicação antiga dos grupos, que fosse retirado o separador central por causa do público que invadia a avenida e não deixava as pessoas assistir o Carnaval em condições. Estamos satisfeitos com as bancadas, porque parte da bilheteira reverterá a favor dos grupos”, disse.

Por sua vez, o grupo Sambajo também deparou com “um pouco de atraso” em termos de costura e do carro alegórico, porém o seu presidente, João Teixeira, garantiu à Inforpress que o com o dinheiro da última tranche, que receberam por parte da autarquia, vão finalizar os trabalhos “o mais rápido possível”.

O grupo conta sair à rua com 380 figurantes e mostra-se confiante de que tem tudo para deixar uma “boa marca” na avenida.

Já nos estaleiros de Vindos de África, o presidente do grupo, José Gomes, garante que tudo está a decorrer num “bom ritmo” e que os trabalhos estão na recta final.

O grupo, que pretendia sair com dois andores, recebeu um atrelado por parte da Enapor e está, neste momento, a envidar os esforços para que possa colocar na avenida os dois andores que vão retratar uma África com um outro olhar.

José Gomes também se congratula com o facto de a Avenida Cidade de Lisboa estar de “cara nova” e “com outra iluminação”, e promete ter os 300 figurantes, a rigor, para dar mais qualidade à festa do Rei Momo na Praia.

O Bloco Afro Abel Djassi também está na fase de montagem e forragem dos adereços dos andores e vai levar para a avenida cerca de 250 figurantes.

“Vamos dar um bom espectáculo para mostrar que a Cidade da Praia tem capacidade de ter um bom Carnaval, apesar dos recursos não abundam, primamos sempre pela qualidade “, declarou.

Por sua vez, os responsáveis do grupo Inter Vila, que comemora os 30 anos de existência, garantem que tudo está operacional para comemorar mais uma festa, “com muita música e com bolo”.

José Fernandes disse à Inforpress, que a moral do grupo “está em alta”, pois no ano passado não teve desfile, mas este ano, a edilidade cumpriu com a sua parte de mobilizar mais recursos e de melhorar a avenida.

O grupo tenciona desfilar com 250 a 350 figurantes e vai sair com apenas um andor para retratar os 30 anos da existência do Inter Vila.

Já o Vindos do Mar, que pretende homenagear o poeta Corsino Fortes com o tema “Pão e Fonema”, já tem um dos andores concluídos, faltando apenas terminar o segundo.

Maria Cardoso, responsável do grupo, disse à Inforpress que Vindos do Mar vai sair com 300 figurantes com a única pretensão de ganhar o desfile, mas para isso espera que os elencos dos jurados “façam a sua parte e sejam justos”.

O desfile do Carnaval na Cidade da Praia está marcado para iniciar às 16:00 de terça-feira, 13.