Os vencedores do Carnaval da Praia deste ano receberam hoje dia 18, os prémios relativos à sua participação no certame. O grupo Vindos d’África que se sagrou tetracampeão este ano, recebeu 450 contos, pelo primeiro lugar.

A cerimónia de entrega de prémios do Carnaval da Praia de 2018 teve lugar no Cinema da Praia e contou com a participação dos vários grupos e foliões.

O evento que arrancou por volta das 18h00, começou com a entrega de prémios para os Jardins e Escolas que participaram na edição deste ano do Carnaval praiense e que receberam distinções de participação no valor de 10 e 50 mil escudos, respetivamente.

De seguida foram entregues os prémios para os grupos da segunda divisão, sendo que o grupo Maravilhas do Infinito, que ficou em primeiro lugar e sobe assim para a primeira divisão, recebeu um cheque no montante de 180 mil escudos e levou ainda para casa as distinções de Rainha de Bateria (20 mil esc.), Mestre Sala e Porta –Bandeira (15 mil escudos cada), e ainda Rei e Rainha ( 20 mil esc. cada). O grupo Jovens de Vila Nova leva para casa um prémio no valor de 50 mil escudos.

Segundo Anilton Barros, mais conhecido por Anita, subir de escalão traz também mais responsabilidade e promete daqui a dois meses apresentar o enredo para 2019. O responsável do Maravilhas do Infinito deixou ainda o apelo a todos os praienses para que ajudem o grupo a brincar o Carnaval e que se envolvam na festa. “O Carnaval é de todos”.

No caso dos prémios para os grupos da primeira divisão, o grande vencedor foi o Vindos d’África que leva para casa quase todos os prémios, nomeadamente, Melhor Bateria(20 mil esc.) , Melhor Música da autoria de Elder Gonçalves (20 mil esc.), Melhor Andor (60 mil esc.), Porta-bandeira (20 mil esc.), e ainda Rei e Rainha do Carnaval (60 mil esc. cada).

Os trajes do casal real Alberto da Silva e Geovanny Lopes Andrade foram executados por Anderson Teixeira, um artista plástico e tatuador do Bairro e que desde 2012 tem trabalhado com o grupo.

O prémio de Mestre Sala foi para o grupo Bloco Afro Abel Djassi e Rainha de Bateria foi para o grupo Estrela da Marinha.

Como prémio de primeiro classificado o grupo do Bairro Craveiro Lopes recebeu 450 mil escudos. Em segundo lugar, o Estrela da Marinha recebeu 280 mil esc., sendo que o terceiro classificado era previsto receber um cheque no valor de 170 mil esc., mas nenhum representante do grupo Samba Jo esteve presente no certame.

Já os grupos Inter Vila, Bloco Afro Abel Djassi e Vindos do Mar que ficaram em quarto, quinto e sexto lugares, respetivamente, receberam, cada um, 50 mil escudos.

No seu discurso de agradecimento José Gomes (Breu), dos Vindos d’África, enalteceu o trabalho feito pela edilidade na Avenida Cidade Lisboa e salientou que todos devem trabalhar para que, no próximo ano, o Carnaval esteja à altura da capital. “Foi um trabalho duro, mas que valeu a pena”, enfatizou.