São oriundos dos bairros da Ilha da Madeira, Ribeirinha, Ribeira Bote, Espia, Fernando Pó, Fonte Filipe e Fonte Francês, mas há também mandinga azul e mandinga do lixão, a dar corpo a uma movimentação já tradicional em São Vicente, que dá o pontapé de saída nos festejos do Carnaval, logo no primeiro domingo do Ano Novo.

Nesta espécie de aquecimento para terça-feira de Carnaval, na ilha de São Vicente, a animação principia às 09:00 de sexta-feira, 09, e termina ao fim da tarde de segunda-feira, 12, envolvendo perto de 40 grupos de animação.

A comissão organizadora do Carnaval divulgou o calendário dos desfiles dos grupos de animação, a começar sexta-feira, das 09:00 às 16:00, com nove grupos de escolas do Ensino Básico Integrado (EBI), lares de idosos e jardins-de-infância, entre outros, para além da apresentação do trio elétrico Mindel Fantasy, à noite, às 21:00.

No sábado, 10, a previsão aponta para mais nove grupos, das 10:00 às 17:00, numa mescla de escolas, grupos organizados de bairros do Mindelo, mandingas e professores, entre outros.

No domingo, 11, pode dizer-se, é o “dia grande” da animação carnavalesca em São Vicente, pois a programação aponta para o desfile de 13 grupos, das 15:00 às 17:30, seis dos quais de mandingas, para além de grupos de crianças organizados com “peso” nos festejos da tradição.

Segunda-feira, 12, véspera do dia do desfile dos grupos ditos oficiais, tem como atrativo o cortejo da Escola de Samba Tropical, uma das mais afamadas de Cabo Verde, com a particularidade de desfilar sempre à noite, juntando residentes e emigrantes que regressam por uns dias para brincar o Carnaval.

A tarde do dia de segunda-feira reserva ainda o desfile de algumas escolas secundárias da ilha, entre elas “José Augusto Pinto”, “Jorge Barbosa” e Escola Técnica.

Mas o Carnaval de animação e espontâneo do Mindelo passou a ter outra particularidade desde que, há três anos, o Ministério da Cultura institucionalizou o Prémio Kakoi – Carnaval Artesanal, o qual objetiva mobilizar a população para a valorização do lado espontâneo artesanal e criativo do Carnaval, que é “genuíno de São Vicente”, em que a figura de Kakoi se destacou durante vários anos.

É certo que o jurado para avaliar o Carnaval espontâneo concentra atenções na terça-feira de Carnaval, no horário das 12:30 às 14:30, na Rua de Lisboa, mas os grupos espontâneos, este ano, terão ainda a possibilidade de desfilar pelas ruas transversais  pré-selecionadas pela câmara municipal e pela Polícia Nacional, durante o desfile oficial, previsto para iniciar às 15:30.

O Prémio Kakoi – Carnaval Artesanal, financiado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e a sua implementação, a cargo do Centro Nacional de Artesanato e Design, tem o apoio da autarquia de São Vicente.