De acordo com o comunicado, esse apoio enquadra-se na estratégia do Governo que visa incentivar toda a indústria e economia criativa à volta do Carnaval destas duas ilhas, proporcionando assim uma distribuição de renda de forma a estimular os grupos e as várias classes profissionais envolvidas, directa ou indirectamente, que terão acesso ao incentivo na materialização das suas atividades profissionais.

A ilha de São Vicente e a criada Liga Independente dos Grupos Oficiais da ilha de São Vicente (LIGOC-SV) vão receber cinco mil contos enquanto os grupos de Ribeira Brava de São Nicolau nomeadamente Copa Cabana e Estrela Azul, recebem 1.600 contos.

Em relação as autarquias, o ministério disponibilizou 3.400 contos sendo que este ano houve 14 candidaturas dos 20 municípios que estão fora do incentivo do Carnaval Factory, cinco da ilha de Santiago, duas do Fogo, três de Santo Antão, uma Boa Vista, uma do Maio, uma do Sal e uma do Tarrafal de São Nicolau.

O montante de incentivo ao Carnaval dos municípios 2019 será disponibilizado após a assinatura de um contrato entre o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativa e as respetivas câmaras municipais.

No comunicado, o Governo explica ainda que nos últimos três anos o ministério fez um investimento de 8.800 contos no carnaval dos municípios e 20.400 mil contos no Carnaval Factory, nomeadamente São Nicolau e São Vicente.