A movimentação, de acordo com programa tornado público pela Câmara Municipal de São Vicente, começa na manhã desta sexta-feira, com desfiles na sua maioria dos jardins-de-infância e escolas de ensino básico, e que à noite traz o trio elétrico do Mindel Fantasy, que promete fazer São Vicente “somá na boia” e ainda premiar as melhores alas.

No sábado, a partir das 10:00, as escolas continuam a dominar o sambódromo, representadas pelos Salesianos e Escola Portuguesa do Mindelo e à tarde chega o grupo da Delegacia de Saúde de São Vicente, que aproveita esta época de festa para passar a mensagem sobre o alcoolismo e as suas “complicações”.

Esta folia, que prossegue neste dia com mais outros grupos como Mascrinha Tradicional, Grupo Coceira e o tão esperado desfile dos professores, que já conquistaram todos com a sua criatividade e arte de “tornar lixo em luxo”.

A noite, por volta das 20:30, está reservada para o “grande assalto” de Carnaval do Vindos do Oriente, que assegura “muita diversão e brilho” sob a temática da Índia.

O domingo será um dia em cheio, em que desfilarão na Morada, a partir das 14:30, 16 grupos, entre os quais Zona X, de Ribeirinha, mandingas das diferentes zonas, o grupo Mama Gelod, Solarianos, Panela na Lume, Grupo de São Pedro, Alegria de Campinho, Mundo Encantod, Mindelo Samba e por último Tropical Som.

Na véspera do Dia D, segunda-feira, a folia começa à tarde, 15:00, com o Trio de Convivência de Ribeirinha, Lar de Idosos, escolas secundárias da ilha e logo depois, por volta das 21:00, chega o Samba Tropical, com a majestosidade e brilho que caracterizam os desfiles deste grupo e que este ano vai ser revelado através do tema “Blimund”.

Já dia 05, terça-feira, está-se perante o momento mais aguardado do Carnaval mindelense, o dos desfiles dos grupos oficiais, em que Monte Sossego abre a arena pelas 15:00, com “O meu Carnaval é uma novela”, seguido logo pelo Flores do Mindelo, com “Um Monte com cara de gente e um Monte de gente cara”.

Pelas 16:00, será a vez do Estrela-do-mar, com o enredo “A Mensageira”, que antecede o Cruzeiros do Norte, com “CPLP sem fronteira ou lusofonia sem barreira”.

Mas, a folia não termina por aqui, porque na quarta-feira acontece a entrega dos prémios, que representa uma verdadeira festa até com lágrimas e sorrisos. Este ano a cerimónia está marcada para às 15:00.
Muita diversão, brilho e samba, que só terminam no domingo, 10 de março, com enterro do Carnaval feito pelos mandingas, mas que neste ano, especialmente, já anunciaram que haverá também a missa do sétimo dia.