Segundo a autarca, o Ondas do Mar foi o único grupo a solicitar o pedido de apoio à autarquia e neste sentido a edilidade disponibilizou ao grémio 100 contos, mais apoio em transporte para a deslocação no dia do desfile para outras comunidades.

Elizabete Cardoso, que tem vindo a acompanhar os trabalhos do estaleiro, disse à Inforpress que um dos temas a ser retratado é “Escravos”.

Neste sentido, avançou que a edilidade vai apoiar o grupo com os trajes usados durante a II edição da “Viagem pela História” que recriou a invasão do corsário francês Jacques Cassard à Cidade Velha, em 1712.

A mesma fonte informou que até agora não houve solicitação de apoio por parte das escolas do Ensino Básico Integrado e dos jardins infantis, mas que, caso estes ainda queram desfilar, a autarquia está aberta para analisar a possibilidade de financiamento.

No dia 26, avançou, está agendada a continuação da celebração da festa do Rei Momo e a festa de Cinza com o desfile de animação do grupo da localidade de Cruzeiro, com participação de grupos de batucadeiras e de tabancas entre outros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.