Não consta que a Academia lhe tenha pedido, mas Chris Rock deixou claro que o seu interesse em voltar a ser o anfitrião dos Óscares é zero.

Kevin Hart desistiu do cargo a 7 de dezembro pós terem sido destacados comentários antigos considerados homofóbicos e a situação mantém-se mesmo após o apoio público de Ellen DeGeneres para mudar de ideias, que foi mal recebido por vários setores da opinião pública.

Na segunda-feira à noite durante a cerimónia privada (sem a presença da televisão) em Manhattan dos New York Film Critics Circle Awards, o rosto das cerimónias de 2005 e 2016 rejeitou qualquer interesse em ocupar o lugar, mas começou por lamentar como os tempos mudaram e se tornaram mais complicados para os comediantes.

"Se fosse há cinco anos, podia dizer alguma coisa realmente ofensiva e engraçada neste momento, mas já não posso fazer isso, portanto...", explicou.

O ator e comediante continuou a improvisar a apresentação do prémio ao comediante e realizador Bo Burnham pelo filme "Eighth Grade", mas parou de repente quando descobruiu entre os espectadores Steve Martin, que também foi o anfitrião em 2001, 2003 e 2010 (aqui com Alec Baldwin).

"Steve Martin está aqui. Devias ser o anfitrião dos Óscares. És o melhor. Steve Martin devia ser o anfitrião dos Óscares. Porque eu não o vou fazer, p****! Não me vão apanhar", garantiu.