Michael Gandolfini foi o escolhido para ser o jovem Tony Soprano duas décadas após o pai, James Gandolfini, ter começado a interpretar o mafioso na lendária série "Os Sopranos".

A informação foi avançada pelo Deadline e o projeto é "The Many Saints of Newark", uma prequela para o cinema da série criada e escrita por David Chase transmitida de 1999 a 2007 pelo canal HBO que se tornou um marco na história da televisão.

O jovem de 19 anos terá sido escolhido após um processo de testes com muitos atores em que se destacou pela presença no ecrã, o domínio dos maneirismos de Tony Soprano e, claro, a evidente parecença com o seu progenitor falecido em 2013.

O seu trabalho mais relevante até agora foi a participação em alguns episódios da segunda temporada de "The Deuce".

A nova história escrita por Chase com Lawrence Konner, argumentista de cinema e televisão (incluindo, claro, "Os Sopranos") decorrerá durante a década de 1960 em Nova Jersey, no meio do contexto dos protestos raciais na maior cidade do estado, Newark.

Abordando, sobretudo, as tensões entre as comunidades afro-americanas e ítalo-americanas, nomeadamente as ocorridas no mundo do crime organizado, acompanhará Dickie Moltisanti (papel de Alessandro Nivola), o tio de Tony Soprano e pai de Christopher Moltisanti (Michael Imperioli na série).

Na série, a personagem nunca aparece porque já tinha sido assassinada, mas foi alguém que, ao lado do pai de Tony e do Tio Junior, ajudou a tornar um pequeno grupo criminoso numa poderosa família da máfia de Nova Jersey.

O elenco de "The Many Saints of Newark" também tem já confirmados Vera Farmiga, Corey Stoll, Billy Magnussen e Jon Bernthal.

O realizador será Alan Taylor, responsável por "Thor: O Mundo das Trevas" (2013) e "Exterminador: Genisys" (2015), mas que também esteve envolvido em quatro das seis temporadas da série, tendo ganho o Emmy, o troféu da televisão americana, pelo episódio "Kennedy and Heidi" (2007).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.