Uma das cenas mais controversas, debatidas e alteradas de "Star Wars" continua a não ser deixada em paz.

Com a chegada da saga à plataforma de streaming Disney+ na terça-feira (12), os fãs depararam-se com alguns "aperfeiçoamentos".

O regresso ao início do filme da fanfarra do estúdio 20th Century Fox, retirada aquando do lançamento da edição Blu-ray em 2011, foi elogiado pelos mais saudosos.

O mesmo não se pode dizer da polémica cena de "quem dispara primeiro" que está no primeiro filme, "Uma Nova Esperança": após acabar o encontro com Luke Skywalker e Obi-Wan Kenobi na cantina de Mos Eisley, Han Solo tem uma breve troca de palavras com Greedo, um caçador de recompensas de cor verde, que termina com o contrabandista a matá-lo.

Quem dispara primeiro tem sido debatido desde a estreia em 1977 e George Lucas fez várias famosas alterações digitais para uma "edição especial" em 1997 que chatearam os fãs mais ardentes da saga na "galáxia muito, muito distante".

Uma delas, que descreveu como "limpar a confusão", foi para parecer que era Greedo quem disparava primeiro e Han Solo se esquivava, o que dava à personagem de Harrison Ford uma imagem mais heroica e não a de alguém capaz de matar a sangue frio.

Em 2004, num relançamento em DVD, a cena voltou a mudar e parece que Greedo dispara apenas uma fração de segundo mais cedo.

Com a chegada da saga à plataforma de streaming Disney+ na terça-feira (12), os fãs depararam-se com outras alterações: a esquiva de Solo mantém-se mas é mais breve, os dois parecem disparar ao mesmo tempo... e, antes disso, surge um novo plano de  Greedo, que diz algo novo que parece soar a "Maclunkey".

Também já é possível comparar as quatro versões.

A "culpa" volta a ser de George Lucas: a Lucasfilm disse ao USA Today que a mudança foi feita antes de vender a empresa à Disney por 4 mil milhões de dólares em 2012.

Comentando mais este "aperfeiçoamento", o jornalista da CNN Frank Pallotta diz que aguarda com expectativa o relançamento do filme daqui a 20 anos da cena com um abraço entre Han e Greedo.

Mais a sério, escreve que toda a alteração de "Han Solo dispara primeiro" é "horrível", mas não se compara a Steven Spielberg ter trocado as armas dos polícias por "walkie-talkies" para a versão dos 20 anos de "E.T".

Noutra reação, o escritor Richard Littler deixou ideias para aperfeiçoar outros filmes, como Michael Corleone a tocar Kazoo em "O Padrinho, Parte II", Rick Blaine a consultar o seu iPhone em "Casablanca" ou Norman Bates a andar de patins em linha em "Psico".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.