Depois dos críticos de Nova Iorque, agora foi a vez dos de Los Angeles repetirem a escolha: "Roma" é o melhor filme de 2018.

A Associação de Críticos de Los Angeles (LAFCA), uma das mais respeitadas dos EUA, é conhecida por não gostar de alinhar com as escolhas da sua congénere de Nova Iorque.

Desta vez não foi assim e isto confirma a força na temporada dos prémios do drama familiar do mexicano Alfonso Cuarón para a Netflix ambientado no México na década de 1970 e inspirado na sua própria família, nos amores e desamores entre funcionários e empregadores, filmado a preto e branco e com atores desconhecidos do grande público.

"Roma" estreia em alguns cinemas portugueses esta quinta-feira, um dia antes de ficar disponível na plataforma de streaming.

Esta é a 13ª vez que os dois grupos concordam em 45 anos, mas apenas por quatro vezes as suas escolhas ganharam o Óscar: "Kramer Contra Kramer" (1979), "Laços de Ternura" (1983), "A Lista de Schindler" (1993) e "Estado de Guerra" (2009).

No caso de Los Angeles, em 45 anos, a escolha para Melhor Filme só coincidiu nove vezes com a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Os críticos fizeram as suas escolhas no domingo ao longo de várias horas de deliberações, anunciando também os filmes e atores que ficaram em segundo lugar nas votações.

Entre os atores, Ethan Hawke ("No Coração da Escuridão"), Olivia Colman ("A Favorita") e Regina King ("If Beale Street Could Talk") recolheram prémios, sendo a surpresa Steven Yeun para secundário por "Burning", o candidato da Coreia do Sul ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Lista de prémios

Melhor Filme
ROMA
Segundo lugar: "Burning"

Melhor Realização
Debra Granik ("Leave No Trace")
Segundo lugar: Alfonso Cuáron ("Roma")

Melhor Ator
Ethan Hawke ("No Coração da Escuridão")
Segundo lugar: Ben Foster ("Leave No Trace")

Melhor Atriz
Olivia Colman ("A Favorita")
Segundo lugar: Toni Collette ("Hereditário")

Melhor Ator Secundário
Steven Yeun ("Burning")
Segundo lugar: Hugh Grant ("Paddington 2")

Melhor Atriz Secundária
Regina King ("If Beale Street Could Talk")
Segundo lugar: Elizabeth Debicki ("Viúvas")

Melhor Argumento
"Can You Ever Forgive Me?"
Segundo lugar: "A Favorita"

Melhor Animação
"Homem-Aranha: No Universo Aranha"
Segundo lugar: "The Incredibles 2"

Melhor Filme Estrangeiro
Empate entre "Burning" (Coreia do Sul) e "Shoplifters: Uma Família de Pequenos Ladrões" (Japão)

Melhor Documentário
"Shirkers"
Segundo lugar: "Minding the Gap"

Melhor Montagem
"Minding the Gap"
Segundo lugar: "Roma"

Melhor Design de Produção
"Black Panther"
Segundo lugar: "A Favorita"

Melhor Banda Sonora
"If Beale Street Could Talk"
Segundo lugar: "O Primeiro Homem na Lua"

Melhor Fotografia"
"Roma"
Segundo lugar: "If Beale Street Could Talk"

Prémio Experimental Douglas Edwards
"The Green Fog"

Prémio Nova Geração
A realizadora Chloe Zhao

Prémio de carreira
Realizado japonês Hayao Miyazaki

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.