A escolha deste espaço, segundo justificou numa nota de imprensa a promotora do evento, é uma forma de ter uma participação “expressiva” da população académica, estudantes e professores, bem como todos aqueles que se interessam pelo cinema e pelo cinema contemporâneo cabo-verdiano, em particular, pelas temáticas ligadas à Igualdade e Equidade de Género e pelo fazer artístico, em geral.

“CENA” nasce com a ambição de estimular a produção cinematográfica e audiovisual de autoria feminina e visa ainda dar mais visibilidade às mulheres cineastas cabo-verdiana.

Nesta primeira edição, oito mulheres vão ter os seus filmes (entre curtas e longas metragem, documentário e ficção) no cartaz da mostra e o enfoque, informou à Inforpress, é nas mulheres cabo-verdianas, algumas nascidas na diáspora, mas cuja obra reflecte as suas ascendências cabo-verdianas.

São elas, Artemisa Ferreira, Celeste Fortes, Chissana Magalhães, Claire Andrade-Watkins, Denise Fernandes, Emília Wojciechowska, Grace Ribeiro, Lolo Arziki e Samira Vera-Cruz.

De realçar que praticamente todas as realizadoras convidadas já tiveram os seus filmes premiados em competições no país ou no exterior.

A primeira mostra “CENA”, que terá a duração de dois dias, vai homenagear a cineasta veterana cabo-verdiana/americana Claire Andrade-Watkins, autora de filmes como “Some Kind of  Funny Portoricans?”, “Serenata de Amor” e “Working the Boats: Masters of the Craft”.

Para além das sessões de filmes, o programa irá contar com duas oficinas de produção cinematográfica destinadas a jovens mulheres e painéis de debate.

A “CENA” conta com a parceria da SAPO, da Associação Cabo-verdiana de Cinema e Audiovisual, da Parallax Produções, da Câmara Municipal da Praia e da Escola de Negócios e Governação da Uni-CV.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.