A informação foi avançada hoje à Inforpress pela organizadora, a atriz Dulce Sequeira, tendo informado que este certame conta com o apoio do Instituto Camões e do Centro Cultural Português e coprodução do Festin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa.

A ideia de organizar o festival “Minis”, explicou, é porque no país existe uma lacuna em relação à cultura do cinema para os jovens e as crianças.

“No país não existem muitas alternativas de entretenimento que seja dedicado a essa faixa etária. É preciso criar oportunidades em relação à sétima arte que abrange todas as outras como a música, dança, teatro e artes visuais, aos quais os cabo-verdianos estão familiarizados”, disse, justificando que a criação de um festival dedicado aos mais jovens poderá criar e consolidar, novamente, o gosto e a cultura do cinema no país.

O ‘Minis’, segundo a organização, tem por objetivo criar um público interessado na sétima arte, cultivando nos mais pequenos o gosto pelas histórias, pelas imagens, e pela música mostrada no cinema, tem um comprometimento com a educação que os filmes podem transmitir aos mais jovens e visa ainda aproximar as comunidades, as famílias e amigos através deste momento de lazer e convívio cultural.

Durante o festival, que acontece no Centro Cultural Português da Praia, estão previstas oficinas, seminários e outras opções de lazer ligadas ao tema, e, segundo a organização, é esperada a participação de 1.800 pessoas, entre crianças, jovens e amantes da sétima arte.

De acordo com a programação, estão previstas “Sessões Pequenotes” com exibição de curtas e longas-metragens para os pequenos, “Sessão KOMPAS”, com curtas e longas para adolescentes, “Sessão Inclusão Social”, “Sessão Verde” com projeção de filmes sobre proteção do meio ambiente.

Haverá sessões de contos e teatro, designadamente, “Bulimundo” (Cabo Verde), “A menina do Mar” de Sophia de Mello Breyner (Portugal), “Pluft, o fantasminha”, de Maria Clara Machado (Brasil), e “Mam Bia conta storia na kriole”, de Ivone Gomes (Cabo Verde).

Ainda, no âmbito do Festival ‘Minis’, a organização promove em parceria com a Unitel T+ o concurso Infantojuvenil para realização de filmes, de um minuto, através de telemóveis, para crianças dos 8 aos 12 anos, com o tema meio-ambiente.

“O objetivo do concurso é chamar a atenção para a preservação do meio ambiente e também tem como finalidade fomentar o interesse pelo cinema junto do público jovem”, disse.

As inscrições já estão abertas e os interessados podem enviar seus filmes para o email minisfestival@gmail.com, até o dia 15 de junho. Os nove melhores filmes receberão um prémio oferecido pela Unitel T+.