A confirmação foi dada há quatro anos ao site Cineblend pelo próprio Kevin Feige, produtor de todos os filmes do Universo Cinematográfico da Marvel, mas, a cada nova estreia, alguns fãs mais avisados acorrem para ver se a tradição se mantém: a de que pelo menos uma personagem perde um braço ou uma mão a cada um dos filmes.

Feige é um fã da saga “Star Wars”, e garantiu então que, como homenagem a “Star Wars: Capítulo VII - O Império Contra-Ataca”, nomeadamente à icónica cena em que Darth Vader corta a mão de Luke Skywalker, todos os filmes da Marvel da chamada Fase 2 têm braços ou mãos amputados.

O primeiro foi “Homem de Ferro 3” com a mão cortada do vilão Killian (Guy Pearce), seguindo-se “Thor: O Mundo das Trevas”, com Loki a cortar a mão ao protagonista (o que se revelará ser uma ilusão), “Capitão América: O Soldado do Inverno”, com o braço biónico do icónico Winter Soldier, “Guardiões da Galáxia”, com Gamora a cortar o braço de Groot, que rapidamente volta a crescer, e “Vingadores: A Era de Ultron”, com o vilão a despedaçar o braço de Ulysses Kaw (Andy Serkis) e Hulk a despedaçar um braço da armadura do Homem de Ferro.

Na Fase 3, a moda continuou, embora de forma menos visível, com o braço do vilão Yellowjacket a desaparecer em “Homem-Formiga”, os braços amputados do Soldado do Inverno e de Ulysses Claw a voltarem a ganhar protagonismo em “Capitão América: Guerra Civil” e “Black Panther”, e a mão de um extraterrestre cortada numa batalha em Nova Iorque e um novo braço cortado de Groot em “Vingadores: A Guerra do Infinito”.

Haverá também braços cortados no novo “Captain Marvel (Capitão Marvel)”?

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.