Estalou uma guerra às claras entre duas das principais organizações de Hollywood: o Screen Actors Guild (SAG) e a Academia dos Óscares.

Os prémios SAG são entregues a 27 de janeiro e segundo o Sindicato dos Atores, a organização dos Óscares está a fazer uma "pressão extraordinária e injustificada" para as estrelas não serem apresentadores na cerimónia. A intenção é que se guardem para aparecer em exclusivo nos Óscares, a 24 de fevereiro.

“Recebemos várias denúncias dessas atividades e presenciámos em primeira mão as táticas deselegantes da Academia e tentativas para controlar os talentos disponíveis para as cerimónias de prémios. A temporada de prémios é uma época muito especial, na qual atores e atrizes estão a ser apropriadamente celebrados e reconhecidos pela qualidade exemplar do seu trabalho. Esperamos que a Academia honre esses objetivos”, afirmou o SAG em comunicado na segunda-feira.

A organização dos SAG denuncia ainda a "intimidação egoísta" dos seus membros para "limitar as suas oportunidades de serem vistos e honrar o trabalho dos seus colegas durante a temporada".

"A aparente tentativa de impedir os nossos membros de apresentarem nos sua própria cerimónia é totalmente ultrajante e inaceitável", continua o comunicado, que apela à Academia para "parar esta ação inapropriada".

Segundo uma fonte ouvida pelo The Hollywood Reporter (THR), estas manobras de concorrência existem todos os anos, mas pioraram porque a próxima cerimónia dos Óscares está sem anfitrião após a saída de Kevin Hart em virtude de piadas antigas homofóbicas.

Fontes em Hollywood dizem que foi delineada uma estratégia alternativa que passa por ter estrelas importantes a apresentar segmentos especiais, o que levou os produtores dos Óscares a pedir a vários atores dos filmes da Marvel para não aparecerem nos Globos de Ouro.

O THR atualiza essa informação, dizendo que vários representantes das estrelas avisaram a equipa da organização dos Globos que a Academia os tinha avisado que os seus clientes não seriam convidados para aparecer nos Óscares se fossem apresentadores da cerimónia da semana passada.

A atriz Margot Robbie terá sido uma das estrelas que ficou com o dilema e optou pelos Óscares.

A Academia não reagiu ao comunicado dos SAG.