Patrick Stewart teve encontros com a Marvel, mas está fora de questão voltar a ser o professor Charles Xavier na saga "X-Men".

Durante uma ronda de entrevistas com o Digital Spy e outros meios para falar do seu regresso a outra saga com "Star Trek: Picard", o ator britânico revelou que se encontrou há dois meses com o presidente da Marvel Kevin Feige e tiveram longas conversas.

"E houve movimentações e sugestões, que incluíram Charles Xavier", confirmou.

Só que Patrick Stewart fechou a porta à entrada no Universo Cinematográfico Marvel, pelo menos com aquela icónica personagem, o que parece uma decisão definitiva.

"O problema é este.... se não tivéssemos feito 'Logan', então sim, provavelmente estaria pronto para voltar àquela cadeira de rodas mais uma vez e ser Charles Xavier. Mas 'Logan' mudou isso tudo", explicou.

"Logan - The Wolverine" mostra o mutante das garras afiadas envelhecido e desiludido, no ano de 2029, forçado a tomar conta de Charles Xavier e de uma jovem também com as suas garras mas a precisar de muita contenção.

Lançado em 2017, foi uma mudança radical em relação aos anteriores "X-Men Origens: Wolverine" (2009) e "Wolverine" (2013).

Hugh Jackman confirmou que era a sua despedida como mutante e tem mantido a promessa.

Patrick Stewart sente o mesmo e recordou como os dois choraram ao ver o filme pela primeira vez com público no Festival de Berlim e deram as mãos nos últimos minutos "porque havia tantas coisas que nos estavam a perturbar".

"Estávamos comovidos pela história. Estávamos comovidos um pelo outro. Estávamos comovidos com o filme. Mas nós também tomámos a decisão de que nos estávamos igualmente a despedir das nossas personagens", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.