Kobe Bryant vai ser recordado durante a 92ª cerimónia dos Óscares, confirmou a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em comunicado.

A lenda dos LA Lakers, que faleceu com a sua filha Gianna e mais sete pessoas num desastre de helicóptero no domingo, ganhou o Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação em 2018 por "Dear Basketball".

Com cinco minutos e recorrendo a novas técnicas de animação com o famoso Glen Keane, um veterano da Disney, e banda sonora do lendário John Williams ("Star Wars"), a curta baseia-se num ensaio que publicou quando anunciou a sua retirada do desporto profissional.

Após receber a estatueta, Kobe Bryant não foi convidado para se juntar aos votantes da Academia: apesar de ter sido uma das pessoas propostas pelo comité de curtas-metragens e filmes da animação, o Conselho de Governadores discordou e rescindiu em privado o convite em junho de 2018, com a justificação de que precisava ter uma carreira significativa antes de justificar o convite.

Todos os anos, os Óscares recordam os profissionais da indústria que faleceram no segmento In Memoriam, mas não é claro se Kobe Bryant será incluído nesse bloco que será reconhecido ou de outra forma especial: o seu desaparecimento consternou o mundo, mas atinge em especial Los Angeles e ao dar as condolências, Leonardo DiCaprio salientou que a comunidade nunca mais será a mesma.

Durante o almoço que juntou os nomeados em Los Angeles na segunda-feira foi respeitado um momento de silêncio pelas vítimas e Kobe Bryant dominou as conversas: o presidente da Academia recordou como, dois anos antes, ele tinha sido a pessoa mais entusiasmada naquele mesmo evento.

A cerimónia dos Óscares realiza-se a 9 de fevereiro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.