"Venom" é um dos maiores sucessos de bilheteira de 2018, mas as reações dos críticos de cinema também estão entre as piores do ano.

Apesar das receitas de mais de 850 milhões de dólares, o filme também tem uma cotação de opiniões positivas muito baixa no popular Rotten Tomatoes: 29%.

E o co-criador da banda desenhada tem uma teoria: os críticos estão desfasados porque são velhos.

"Por vezes, penso que... os críticos percebem mal porque se esquecem da sua idade. Têm 42 anos e aparecem com a sua postura e ficam 'Parem'. E se tivesse 16 anos, 15, e estivesse a ver este filme? Iria adorar", garantiu Todd McFarlane ao Yahoo! Entertainment durante uma entrevista a propósito do lançamento da edição digital.

Ao contrário de outros autores que costumam ficar descontentes com as adaptações dos seus trabalhos, Todd McFarlane defende totalmente o filme realizado por Ruben Fleischer com Tom Hardy, feito sem o seu envolvimento.

O autor compara mesmo a personagem com a versão interpretada por Topher Grace em "Homem-Aranha 3" (2007), que achou que não tinha grande dimensão.

"Esta coisa cumpriu tudo o que era suposto. Era deformado, era desagradável, era um grande Venom 'cool', que era o que queria. [Esse] foi o meu preconceito - apenas queria ver a aparência do Venom que tinha criado há 30 anos.", justificou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.