Hollywood não desiste: a saga "Os Caça-Fantasmas" voltará às salas de cinema no verão de 2020.

O projeto, mantido em secretismo até agora, não tem nada a ver com o filme que Paul Feig fez em 2016 com Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Kate McKinnon e Leslie Jones. Essa versão feminina teve críticas tépidas e foi considerada um fracasso de bilheteira porque os custos foram muito elevados.

A rodagem começa este verão e não se sabe se algum dos atores do filme original vão estar envolvidos.

A grande surpresa é o nome do realizador: Jason Reitman.

O legado está a passar de pai para filho: Ivan Reitman realizou os dois primeiros filmes, o clássico de 1984 com Bill Murray, Dan Aykroyd, Ernie Hudson, Sigourney Weaver e o falecido Harold Ramis, e a sequela quatro anos mais tarde que quase todos preferem esquecer.

O filho também é conhecido por fazer comédias dramáticas: "Obrigado por Fumar" (2005), "Juno" (2007), "Nas Nuvens" (2009), "Jovem Adulta" (2011), "Um Segredo do Passado" (2013), "Homens, Mulheres e Crianças" (2014) "Tully" e "O Candidato Favorito" (2018).

Vários estiveram na corrida aos Óscares, mas os últimos têm sido fracassos de bilheteira e têm dividido os críticos. "Os Caça-Fantasmas" será o seu projeto mais comercial.

Descrito como "o próximo capítulo" da história original, o argumento é de Jason Reitman e Gil Kenan, este realizador dos apropriados "A Casa Fantasma", "Cidade das Sombras" e a nova versão de "Poltergeist".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.