Quase 12 anos depois, a Netflix está a preparar um documentário sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, avança o The Sun. A produção vai contar com testemunhos inéditos, apesar dos pais da criança, Kate e Gerry McCan, terem recusado prestar depoimentos.

"Não queremos ter nada a ver com isso", frisou um representante e amigo da família McCann, depois de inúmeras tentativas de contacto por parte da produtora do documentário, a Pulse Films.

De acordo com a imprensa britânica, a produtora investiu cerca de 24 milhões de euros no documentário sobre o desaparecimento de Madeleine McCann. Apesar da aposta, a produção está a ser adiada há mais de 18 meses, mas deverá estrear nas próximas semanas no serviço de streaming.

A produtora acredita que o documentário poderá “trazer justiça a esta história inacreditavelmente trágica". "Teríamos gostado de trabalhar diretamente com os McCann, mas eles informaram-nos que não podem, nem querem participar, visto que a investigação policial sobre o desaparecimento da sua filha ainda está a decorrer", sublinhou uma fonte da produção ao Daily Mail.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.