A Disney está a pensar recomeçar a saga "Piratas das Caraíbas".

Segundo avança o exclusivo Deadline, o estúdio teve uma reunião com Rhett Reese e Paul Wernick, que já estarão nas negociações iniciais para escrever o argumento para o "reboot".

Esta equipa é a mesma que fez os dois "Deadpool", bem como "Bem-vindo à Zombieland" e a sua sequela ainda em preparação, e "6 Underground", o filme de ação que Michael Bay está a fazer com Ryan Reynolds para a Netflix.

Neste cenário, o produtor Jerry Bruckheimer continuaria a liderar a saga, mas ainda é muito cedo para perceber quem poderá regressar dos cinco filmes anteriores e isso inclui a estrela: Johnny Depp.

Em junho, foi avançado que a Disney queria fazer o sexto filme e o argumento estava a ser escrito pela equipa habitual (Ted Elliott e Terry Rossio, além de Jeff Nathanson, que se juntou no quinto filme).

Os cinco primeiros renderam mais de 4,5 mil milhões de dólares ao longo de 14 anos, mas "Homens Mortos Não Contam Histórias" (2017) "só" arrecadou 794 milhões a nível mundial, enquanto "Por Estranhas Marés" passou a marca dos mil milhões em 2011.

Embora Jerry Bruckheimer tenha dito que não via como era possível continuar sem Depp, a desvalorização comercial levou à especulação de que a sua presença tinha afastado algum público após as acusações de violência doméstica feitas pela sua ex-mulher, Amber Heard.

Por outro lado, tem crescido de tom a campanha contra a participação do ator em sagas de grande popularidade, com grandes críticas à escritora J.K. Rowling e ao estúdio Warner Bros. por manterem o apoio ao seu envolvimento em "Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald".

Numa era em que as grandes sagas dependem da opinião pública e Hollywood vive sob a tensão do movimento #MeToo, foi sugerido que as notícias sobre os gastos polémicos de Depp, a entrevista bizarra à Rolling Stone que alarmou Hollywood e um recente processo em tribunal por alegada agressão a um membro da equipa técnica do filme "City of Lies", podem servir de pretexto para a Disney lavar as mãos da sua estrela e seguir em frente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.