Tania Mallet, uma das mais icónicas "Bond girl" da era de Sean Connery, morreu aos 77 anos.

A notícia foi confirmada nas redes sociais oficiais da saga cinematográfica: "Lamentamos muito por tomar conhecimento que morreu Tania Mallet, que interpretou Tilly Masterson em '007 - Contra Goldfinger'. Os nossos pensamentos estão com a sua família e amigos neste momento triste'.

"007 - Contra Goldfinger" começa com Jill Masterson a ajudar o vilão Auric Goldfinger (Gert Fröbe) a enganar nos jogos de cartas e depois a ajudar James Bond em muito mais. A sua morte, pintada de ouro, é uma das mais famosas de toda a saga.

Já Tania Mallet interpretava a irmã e o seu caminho cruzava-se algumas vezes com o de Bond quando procurava vingança contra Goldfinger.

Aos 23 anos, era o seu primeiro filme e apesar do grande sucesso a ter tornado uma sensação internacional, optou por regressar à carreira de modelo e nunca voltou ao cinema.

Tania Mallet começou a carreira ainda adolescente, na década de 50, e uma fotografia de biquíni foi enviada a Cubby Broccoli, produtor dos filmes "007", que a fez um teste para ser Tatiana Romanova em "007 - Ordem para Matar" (1963), o segundo da saga.

O papel acabou por ir para a italiana Daniela Bianchi, mas a oportunidade concretizou-se com o terceiro.

No entanto, segundo o The Mirror, admitiu mais tarde que tinha detestado a falta de liberdade enquanto estava sob contrato (não podia viajar ao estrangeiro ou andar a cavalo) e o salário era péssimo: começou nas 50 libras por semana, que conseguiu renegociar para as 150, quase tanto como recebia como modelo.

A sua prima, a atriz Helen Mirren, escreveu na sua biografia que era "impossivelmente bonita e bondosa", e "leal e generosa", tendo gasto todo esse dinheiro com a família, ajudando a mãe e pagando a educação dos irmãos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.