O cineasta Jean-Pierre Mocky, um dos realizadores mais irreverentes do cinema francês, morreu aos 90 anos, esta quinta-feira (8), anunciou a sua família à agência AFP.

"Jean-Pierre Mocky morreu em casa esta tarde, às 15h", informou o seu genro, Jérôme Pierrat.

A morte do cineasta foi confirmada ainda pelo seu filho, o comediante e realizador Stanislas Nordey.

Com mais de 60 filmes, principalmente entre a comédia e o "thriller", entre eles "Les dragueurs" (1959) e "Seguro de Milagre" (1987), Mocky foi considerado sempre à margem, um resmungão incorrigível e, acima de tudo, livre.

Na sua longa carreira, trabalhou com grandes nomes, de Bourvil a Catherine Deneuve, passando por Charles Aznavour e Gérard Depardieu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.