O produtor de Hollywood Eric Pleskow, que descobriu Oliver Stone, Milos Forman e Sylvester Stallone e que trabalhou com Billy Wilder e Woody Allen, faleceu esta terça-feira (1) aos 95 anos, anunciou o festival de cinema de Viena, a sua cidade natal.

"A sua morte é uma grande perda para todos nós", indicaram em comunicado os organizadores da Viennale, a principal manifestação cinematográfica da capital austríaca, da qual Eric Pleskow foi presidente desde 1998. Em 2007, Viena tornou-o cidadão honorário.

"O cinema era o meu destino", costumava dizer Pleskow, que era assíduo nos Óscares.

Nascido numa família judaica em Viena em 2 de abril de 1924, Erich Pleskoff foi para Paris fugindo do nazismo, e depois se instalou nos Estados Unidos.

"Um pouco por acaso" acabou trabalhando no mundo do cinema, subindo pouco a pouco. Em 1951, passou a fazer parte do estúdio United Artists, e em 1978 fundou a produtora Orion Pictures.

Os seus sucessos de bilheteira receberam vários Óscares, entre eles "Amadeus", "Platoon", "Danças com Lobos", "O Silêncio dos Inocentes", "Voando Sobre um Ninho de Cucos", "Annie Hall" e o primeiro "Rocky".

Pleskow viu o início da carreira de Sylvester Stallone e trabalhou com os realizadores Billy Wilder, Francis Ford Coppola, Federico Fellini e Martin Scorsese. Também financiou 20 longas-metragens de Woody Allen.

"Comecei a levar o café e acabei dando o 'final cut'", explicava o produtor, admitindo que teve "muita sorte".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.